Notícia

Prefeito Gilberto Kassab apresenta plano de longo prazo para São Paulo


O programa, detalhado no Secovi-SP pelo secretário Miguel Bucalém, prioriza a efetiva participação da sociedade na discussão do futuro da metrópole

Construir uma visão de planejamento de longo prazo para São Paulo. Este é o objetivo do programa “SP 2040, Visão e Plano de Longo Prazo para a cidade de São Paulo”, apresentado nesta sexta-feira, 30/9, no Secovi-SP, pelo prefeito Gilberto Kassab e o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano, Miguel Bucalém.

O presidente do Sindicato, João Crestana, enfatizou a importância da perenização de projetos e destacou a ideia que impera na municipalidade de pensar o futuro. “A cidade não comporta mais idas e vindas, e precisa de propostas como esta, que podem servir de norte permanente”, afirmou na abertura do evento, que contou ainda com a presença do vice-governador Guilherme Afif Domingos, e dos secretários municipais Rubens Chamas (Planejamento) e Orlando de Almeida Filho (Controle Urbano).

O programa prioriza a efetiva participação da sociedade na discussão do futuro da metrópole, para que se possa promover um diagnóstico e criar referencial para a adoção de políticas públicas adequadas e perenes. “Este encontro ocorre em um momento importante, em que buscamos desenhar São Paulo enraizando nas pessoas a necessidade de pensar em soluções de longo prazo”, destacou o prefeito, lembrando que os estudos envolvem os principais urbanistas do mundo, a administração municipal, entidades como o Secovi-SP e começa a ser multiplicada para a sociedade civil organizada.

Por que um plano de 30 anos? “Porque é importante construir uma visão estratégica de longo prazo e de consenso. A vantagem, além de criar um referencial para as políticas públicas, é permitir um ciclo transparente de negócios e de conhecimento”, explicou Miguel Bucalém. “São Paulo cresce rapidamente em termos econômicos, tem muitos desafios e é indispensável saber quais são os desequilíbrios estruturais, os objetivos transversais e os atributos fundamentais para 2040.”

De acordo com o secretário, é fundamental eleger de 5 a 10 projetos e adotá-los como catalisadores para orientar o desenvolvimento. A escolha, disse ele, está aberta a participação de todos, citando alguns programas já em funcionamento, que podem, devem e vão ser aperfeiçoados: Rios Vivos (recuperação de rios); Rede de Parques (parques a, no máximo, 15 minutos a pé); Comunidades (transformar assentamentos precários e favelas em comunidades, oferecendo infraestrutura, educação, lazer e cidadania); Cidade de 30 Minutos (medidas para que deslocamentos ao trabalho não durem mais que 30 minutos).

“Um bom plano gera valor para a cidade. O desafio é captar ativos antecipadamente para desenvolvê-lo”, enfatizou, explicando que a etapa atual é a do estímulo à participação mais efetiva da sociedade. Dia 6 de outubro, segundo Bucalém, será aberta a consulta pública online e, além disso, acontecem outras medidas, como a implantação de redes de tendas na cidade, workshops temáticos e oficinas públicas.

Para o vice-governador, é importante ‘mexer’ com a sociedade, criar um movimento para comprometê-la e estimular a mesma postura de governantes atuais e futuros, para que deem continuidade às ações.

Realização conjunta do Secovi-SP, no âmbito da politica “Olho no Olho”, e do NAT – Núcleo de Altos Temas, coordenado pelo Conselho Consultivo, o evento contou com a presença de integrantes da diretoria e associados do Sindicato, representantes de entidades de classe e autoridades públicas.

Outras informações sobre o plano podem ser conhecidas em http://sp2040.net.br/.

Autor: Queli - MCDuca


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas