Administração de Condomínio

Ações condominiais em São Paulo registram queda em janeiro


Foram protocolados no Tribunal de Justiça 524 processos por falta de pagamento da taxa condominial, com queda de 34,3% em comparação a dezembro de 2018
Queda nas ações condominiais: de 797, em dezembro, para 524 em janeiro.

A capital paulista registrou queda de 34,3% no número de ações por falta de pagamento nos condomínios no primeiro mês de 2019 em relação a dezembro. De acordo com levantamento feito pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, foram protocoladas na Capital 524 ações em janeiro, frente às 797 do mês anterior.

Comparado ao mesmo mês do ano anterior, também houve redução, de 23,8%, com 688 ações ajuizadas.

Nos últimos 12 meses, de fevereiro 2018 a janeiro de 2019, foram protocoladas 10.826 ações, redução de 20,8% na comparação com o período anterior (fevereiro de 2017 a janeiro de 2018), quando foram registradas 13.671 ações.

De acordo com Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato da Habitação, confirma-se em mais um mês a prevalência dos acordos, impulsionados pelo Código de Processo Civil (CPC), que permite o protesto da cota condominial antes de eventual ação judicial. “O Secovi-SP sempre irá recomendar a síndicos e administradoras de condomínios o estímulo ao acordo extrajudicial, mais rápido e menos oneroso para ambas as partes”, afirma Gebara.

Confira o relatório completo.

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas