Brasil pede pacificação e coalizão | Notícias

Notícias

Brasil pede pacificação e coalizão

O presidente atual do Secovi-SP, Claudio Bernardes, e o eleito, Flavio Amary, analisam o momento político atual do País
05/01/2016

Brasil pede pacificação e coalizão

Ainda que fechemos nossos olhos para tudo o que está a nossa volta, é impossível deixar de ouvir a voz do Brasil. É a voz da nossa terra, que quer ser pátria amada, com ordem, progresso e justiça social. Terra esta que se fez em rio de lama para mostrar que tudo tem limite. 

E o nosso chegou. Para amadurecer como nação, o Brasil precisa não só de instituições que funcionem ou de uma sociedade que se posicione. Depende de governabilidade. De diretrizes que permitam vislumbrar o futuro, condição fundamental para retomada da confiança, que seguramente irá reacender a decisão de investir, produzir, empregar. 

Hoje, não reconhecemos um governo a conduzir o Brasil. Estamos numa espécie de estado de suspensão. É o pior dos mundos. Por mais que tentemos continuar remando, não dá para saber se alcançaremos um porto que seja. 

Em setembro, o Brasil perdeu o grau de investimento na classificação de crédito da Standard and Poor's (S&P). Em dezembro, a Fitch fez o mesmo. Provavelmente, a agência internacional de classificação de risco Moody's seguirá as demais. 

No acumulado em 12 meses, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou alta de 10,48%, a maior em 12 anos. Em relação a 2014, o ano deve fechar com a demissão de 3 milhões de pessoas com carteira assinada; queda de 20% nas vendas e de 38% nos lançamentos residenciais da cidade de São Paulo; e retração de 8% na construção civil, com corte superior a 500 mil postos de trabalho. 

Em suma, 2015 foi um ano perdido para o País. A reversão dessa dramática conjuntura depende da restauração da governabilidade. E isso só será possível por meio da pacificação e da coalizão, onde é imperativo se despojar de ideologias, partidos, credos e crenças. 

Propostas existem. O Senado apresentou medidas anticrise, colocando os interesses do País acima dos interesses do governo. A Fundação Ulysses Guimarães, em “Uma ponte para o Futuro”, defendeu amplo esforço legislativo para remover distorções e propiciar bases para o funcionamento virtuoso do Estado. E existem outras, como as do Movimento Brasil Eficiente (MBE). Em todas elas há pontos de convergência. Então, o que falta para fazer acontecer? Pacificação e coalizão. Um pacto nacional. 

O processo de impeachment poderá consumir meses. Se confirmado, um eventual governo de transição terá de ser rápido na adoção de expedientes que incentivem o desenvolvimento. 

Em qualquer das alternativas, a redução de despesas e do tamanho do Estado é absolutamente fundamental. Em hipótese alguma o Brasil pode tolerar um ajuste fiscal feito às custas de mais impostos, principalmente sem a garantia de uma administração honesta e eficiente dos recursos públicos. 

A sociedade espera por um desfecho maduro, calcado nas estruturas democráticas e constitucionais, pois, só assim retomaremos nosso destino na direção do crescimento econômico e reparação das injustiças sociais. 

Temos o dever de pressionar os homens que detém nas mãos o destino do País. A saída para o imbróglio político se dará por meio de uma coalizão suprapartidária, com foco no Brasil, nos brasileiros, e não em objetivos pessoais. 

O Secovi-SP conclama a todos à responsabilidade. Chegou a hora de ouvir a voz do Brasil. Não aceitamos e nem podemos esperar mais. Afinal, quanto mais fundo a economia descer, maior dificuldade terá para se reerguer. 

Não vamos mudar do País. Vamos mudar o País! 

Claudio Bernardes, presidente do Secovi-SP

Flavio Amary, presidente eleito do Sindicato (biênio 2016 – 2018)

Galeria de imagens

Comente esta notícia

Meu Secovi

Secovi informa

Mantenha-se atualizado sobre o mercado imobiliário.

Receba nossa newsletter

Associados

Encontre uma empresa associada:

Ainda não é um associado?

Associe sua empresa


  • Ampliar
  • Biblioteca Secovi
  • Condomínios Secovi
  • GeoSecovi
  • Milenium
  • Posto de Serviços
  • PQE Secovi
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Universidade Secovi