Institucional

Desvio do FGTS é dar com uma mão e retirar com duas


Governo ameaça novamente usar Fundo para outros fins, colocando em risco emprego, renda e sonho da moradia de milhares de brasileiros
Rodrigo Luna, presidente do Secovi-SP

São recorrentes as tentativas de usar o dinheiro dos trabalhadores recolhidos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para outros destinos que não saneamento básico, infraestrutura e habitação.

O direcionamento dos recursos do Fundo para esses setores não foi escolha aleatória. São áreas essenciais ao atendimento de necessidades básicas da população.

Precisamos de água para beber, mobilidade urbana para ir e vir, teto para morar e emprego para viver, o que a construção civil e imobiliária proporcionam massivamente de forma direta, indireta e induzida. Não é mais admissível conviver com 6,8 milhões de famílias sem casa para morar, e os governos têm responsabilidade direta sobre esta pavorosa realidade.

Assim, causou estranheza a anunciada intenção de o governo federal, sob o argumento de estimular a economia, autorizar novo saque extraordinário nas contas do FGTS.

Trata-se de medida inadequada e inaceitável. Primeiro, porque isso já foi feito em 2019 e 2020, sem consistente efeito econômico. Ademais, o FGTS, modernizado, passou a beneficiar ainda mais o trabalhador com distribuição de resultados, saque-aniversário e possibilidade de antecipação dos valores permitidos.

Novo saque emergencial não traz benefícios perenes à população brasileira

Assim, parece que, embora bem-intencionada, a medida anunciada pelo governo é de caráter populista e sem real ligação com políticas públicas que tragam benefícios perenes à população, o que é feito em boa parte com a rigorosa aplicação dos recursos do Fundo em suas finalidades precípuas.

FGTS não é complemento de renda. É previdência do trabalhador e dinheiro que move a economia. Que o governo possa rever sua intenção e concluir que conceder novo saque adicional será o mesmo que dar com uma mão e retirar com duas.

Rodrigo Luna é presidente do Secovi-SP e do Conselho de Administração da Plano&Plano


Leia mais sobre destinação dos recursos do FGTS

Secovi-SP e entidades do setor enviam ao Ministério da Economia posicionamento sobre novo saque do FGTS

Sustentabilidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço

A importância do FGTS no Programa Casa Verde e Amarela

Sinal de alerta para habitação de interesse social

O risco de desvirtuamento do FGTS

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • UniSecovi