Administração de Condomínio

Live Secovi-SP discute a inadimplência e novos hábitos durante a pandemia


Iniciativa promovida pela vice-presidência do Interior avaliou os impactos deste período no setor

A Live Secovi-SP promovida pela vice-presidência do Interior na terça-feira, 11/8, abordou o tema “Inadimplência no mercado imobiliário e os novos hábitos durante a pandemia”. Mediada pelo diretor regional da entidade em Santos, Carlos Meschini, a transmissão iniciou com uma avaliação sobre o atual cenário do mercado imobiliário da Baixada Santista.

Meschini destacou o baque sofrido pelo setor a partir de março, com o início da quarentena. “Estávamos com a expectativa de crescimento de 15% a 20% do mercado neste ano. Com a pandemia, no entanto, as vendas pararam completamente em um primeiro momento, e todos ficaram muito preocupados”, disse. A partir de junho, segundo ele, com a retomada de algumas atividades - além da manutenção das obras nos canteiros, que não sofreram interrupção durante a quarentena -, o setor está retomando as atividades visando recuperar-se da crise.

Guilherme Sarno Amado, diretor de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente na Regional Secovi em Santos, falou das dificuldades do condomínio em manter as contas em dia e das estratégias para contornar a inadimplência. “O condomínio passou a necessitar de mais recursos, ao mesmo tempo em que muitos moradores tiveram redução salarial ou passaram pelo processo de desemprego”, afirmou. O diretor acrescentou que o condomínio não tem condições de parar de cobrar as cotas. “As saídas propostas pelas Administradoras de Condomínios passam pela renegociação com prestadores de serviço e corte de gastos desnecessários, entre outras ações, de forma a garantir o pagamento dos colaboradores e das tarifas essenciais”, completou.

Novos hábitos - O diretor de Administração Imobiliária e Condomínios na Regional Secovi em Santos, Ricardo Gobatti, tratou dos novos comportamentos durante a pandemia. “A descoberta do home office foi um desses ganhos”, afirmou. “A quarentena levou a uma quebra de paradigma quanto ao trabalho remoto, e adiantou em seis meses a evolução que estava sendo aguardada para daqui a seis anos quanto a essa concepção. ” Apesar do lado triste da pandemia – que ceifou a vida de milhares de pessoas –, Gobatti destacou alguns outros avanços nesta fase, como serviços cartorários e assinaturas eletrônicas de documentos, além de condomínios cada vez mais on-line, por meio do uso de aplicativos, das assembleias virtuais, e da prestação de contas digital etc. O dirigente cumprimentou, ainda, a atuação de síndicos e administradores de condomínios durante a pandemia. “Foram verdadeiros guerreiros”, finalizou. 

Para assistir a íntegra da live, acesse

 

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas