Institucional

Não desistiremos de combater qualquer forma de corrupção


O vice-presidente do Secovi-SP, Carlos Borges, fala sobre a importância de buscar, implementar e multiplicar ações de compliance
Carlos Borges*
Carlos Borges

Em 9 de dezembro é comemorado o Dia Internacional de Combate à Corrupção, uma iniciativa da ONU, que entrou em vigor em 2005, para aumentar a consciência sobre o tema e reforçar a importância de unir esforços no seu combate e prevenção.

A data, porém, foi pouco destacada, pelo me- nos aqui no Brasil. Talvez pelo fato de a maior operação anticorrupção – a Lava Jato – ter 'esfriado' nos últimos tempos; ou talvez – o que seria o pior dos mundos – porque as pessoas, fartas de tanto ver mais do mesmo, cansaram do assunto, da política e optaram por um conformismo preocupante, irresponsável e inaceitável. A sociedade não deve se afastar da política, mas buscar o exercício da boa política. Portanto, cabe às organizações da sociedade civil organizada comprometidas com essa causa manterem a chama acesa.

Este é o caso do Secovi-SP que, além de signatário do Pacto Global há vários anos, vem trabalhando em 2020 na consolidação do seu Sistema de Integridade e Compliance, visando garantir que a instituição atue de forma absolutamente ética, alinhada às boas práticas internacionalmente consagradas e à legislação vigente sobre o tema.

Em um ano em que todo o mundo tomou medidas significativas para lidar com a atual pandemia, mobilizando os recursos necessários para lidar com a emergência de saúde e evitar um colapso econômico, “recuperar com integridade” é atitude obrigatória.

Somente por meio da implementação de medidas eficazes de mitigação da corrupção será possível promover melhor recuperação econômica, simultaneamente à retomada da inclusão social daqueles que foram duramente afetados pelo novo coronavírus. Este, aliás, foi o foco adotado pela Campanha da ONU em 2020, relativa à data de 9/12.

No Secovi-SP, não desistimos e não desistiremos nunca de derrotar qualquer forma de corrupção, buscar o compliance e, também, multiplicar a realização desta ação para nossos parceiros e associados, independentemente do cenário que estamos enfrentando. Praticar dentro de casa o que acreditamos é sempre o melhor caminho para fomentar uma cultura de integridade na sociedade e especialmente para nossos associados e representados.

O combate à corrupção é um dos princípios do Pacto Global da ONU e integra as ações do Secovi-SP com o foco na Sustentabilidade Empresarial. O entendimento e a aplicabilidade de critérios ESG (sigla em inglês que significa Environmental, Social and Governance, e corresponde às práticas ambientais, sociais e de governança de uma organização) são, cada vez mais, uma realidade.

Estamos cientes de nosso papel de disseminação de conhecimentos sobre tão importante tema, conferindo suporte aos integrantes do mercado imobiliário no desenvolvimento de suas ações e práticas aderentes às premissas do ESG e de compliance. Afinal, isto deixou de ser uma opção. Trata-se de uma obrigação para aqueles que pretendem continuar atuando no mercado em condições de igualdade com a concorrência, e contribuir na construção de um mundo melhor e mais justo.

Autor: Vice-presidente de Tecnologia e Sustentabilidade do Secovi-SP e CEO da Tarjab Incorporadora Ltda


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas