Compra e Venda

São José dos Campos registra queda de 42% no estoque de imóveis


Levantamento do Secovi-SP apurou 418 unidades lançadas e 1.209 vendidas em 12 meses na cidade
  São José dos Campos teve redução de 42% no volume de estoque de imóveis

O Estudo do Mercado Imobiliário de São José dos Campos, realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) em parceria com a Robert Michel Zarif Assessoria Econômica, apurou que, entre maio de 2017 e abril de 2018, foram lançadas na cidade 418 unidades, volume 82,7% inferior ao período anterior, quando os lançamentos totalizaram 2.410 residências. Nesse mesmo intervalo, foram comercializados 1.209 imóveis novos no município. O resultado representa uma redução de 0,5% em relação às 1.215 residências vendidas e contabilizadas no levantamento passado. Os dados foram divulgados na noite desta segunda-feira, 14/5, durante o Encontro Secovi do Mercado Imobiliário, que ocorreu na Câmara de Vereadores da cidade.

Como resultado do aumento das vendas sobre a diminuição dos lançamentos, São José dos Campos encerrou abril de 2018 com a oferta de 1.234 unidades disponíveis para comercialização. O montante corresponde a uma redução de 42% em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando houve o registro de 2.114 imóveis não vendidos. Esta oferta é formada por unidades na planta, em construção e prontas (estoque), lançadas nos últimos 36 meses (maio de 2015 a abril de 2018).

                               Frederico Marcondes César

“É importante observar os números sob a ótica da oportunidade, ou seja, poucos lançamentos representam novas chances a médio prazo. Em razão do déficit de moradias existente e da ausência de novos lançamentos, houve uma baixa considerável no estoque. Cria-se, automaticamente, a necessidade de suprir a demanda habitacional de curto e médio prazos, considerando o fato de que a economia do País caminha para a normalidade e a procura por imóveis, tanto para a aquisição quanto para investimentos, será retomada e fortalecida”, analisa Frederico Marcondes César, vice-presidente do Interior do Secovi-SP e diretor Regional do Secovi na Região Metropolitana do Vale do Paraíba.

No levantamento, os imóveis de 2 dormitórios econômicos destacaram-se na maioria dos indicadores, entre maio de 2017 e abril de 2018, registrando a maior quantidade de vendas (804 unidades), de oferta (678 unidades) e o maior VGV (R$ 141,5 milhões). Os imóveis de 2 dormitórios, por sua vez, ficaram com a maior parcela dos lançamentos (166 unidades). Já os melhores desempenhos de comercialização foram de unidades de 4 ou mais dormitórios, que atingiram um VSO (Vendas sobre Oferta) de 76,5%, resultado da divisão das 13 unidades vendidas em relação aos 17 imóveis em oferta. O estudo também mostra que, entre maio de 2017 e abril de 2018, o VGV (Valor Global de Vendas) totalizou R$ 287 milhões, volume 0,5% inferior ao registrado no levantamento passado, quando atingiu a marca de R$ 288,4 milhões.

Confira o estudo na íntegra

Mais de cem pessoas acompanharam o evento

 

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas