Compra e Venda

Soluções reduzem fricção na negociação entre compradores e vendedores de imóveis


Principais players do segmento de iBuyers falaram sobre trabalho colaborativo com imobiliárias na primeira edição do Rede Show. Evento contou com extensa programação voltada à intermediação
Debate entre os principais players do setor de iBuyers abordou oportunida-
des de negócios com imobiliárias

Pela primeira vez, os principais players do setor de iBuyers – termo derivado do inglês para compradores instantâneosse encontraram com profissionais de intermediação imobiliária para debater as tendências do segmento e formas de trabalho colaborativo com corretores de imóveis.

O encontro ocorreu no Rede Show, evento promovido pela Rede Imobiliária Secovi, em 29/8, na sede do Secovi-SP. Anima Casa, Grupo Zap, KeyCash e Loft foram os participantes do debate.

“Quando esse assunto começou a ganhar corpo nos Estados Unidos, houve duas preocupações principais por parte das imobiliárias: a possibilidade de esses iBuyers concentrarem muitas ofertas e afetar artificialmente os preços dos imóveis”, ponderou Ricardo Paixão, vice-presidente da Rede Imobiliária Secovi.

Para os debatedores, esse receio não justifica. “Nos Estados Unidos, o maior player do setor reponde por apenas 6% das transações”, disse Ernani Assis, do Grupo Zap.

Essas empresas compram imóveis com deságio, fazem uma reforma para agregar valor ao produto e depois o colocam no mercado à venda, obtendo uma margem sobre a operação.

A questão da calibragem justa dos preços dos imóveis, ponto sensível a muitos proprietários, pode ser equacionada com o envolvimento dos iBuyers. Isso porque, essas empresas utilizam algoritmos de ponta para esse cálculo. “Temos banco de dados que facilitam isso. O preço correto também ajuda na velocidade de venda”, disse Paulo Arantes, da Anima Casa.

“Nos bairros em que trabalhamos, vimos que há imóveis que são vendidos por um valor 40% menor do que o pedido inicialmente”, revelou João Vianna, da Loft. “É um desafio fazer o proprietário entender quanto, de fato, vale o imóvel dele”, emendou Sidney Morais, da KeyCash.

Todos os debatedores afirmaram que utilizam o trabalho de corretores nas duas pontas de seus negócios – tanto na captação do imóvel para compra como na venda, posteriormente à reforma. As comissões praticadas variam de 6% a 8%.

Portais imobiliários mostraram como fzer gestão de leads em ambiente 100%
digital

Negócios na web – Ainda nas facilidades proporcionadas pela tecnologia, os maiores portais imobiliários mostraram como podem ajudar as imobiliárias na gestão de leads em um ambiente 100% digital.

Executivos do Grupo Zap, Imóvel Web, Mercado Livre, Moving e OLX também discutiram critérios de ranqueamento de anúncios e como as estratégias de impacto do usuário na jornada de compra, venda e locação complementam as ações dos intermediadores.

“Novo mundo no crédito imobiliário” – Foi assim que o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci, e o presidente da Rede Imobiliária Secovi, Nelson Parisi Júnior, definiram, no painel de perspectivas econômicas, o promissor cenário descortinado pelas novas regras de financiamento da Caixa, que passará a conceder financiamentos corrigidos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). “Em uma semana, foram mais de 600 mil simulações no site da Caixa com essa nova modalidade”, disse Petrucci.

Sobre cenário macro, Marina Gazzoni, editora-chefe do portal Seu Dinheiro, disse que o mercado já dá como certa a aprovação da reforma da Previdência, essencial para a salubridade das contas públicas e atração de confiança. “No entanto, a política ainda pauta muito a economia”, ressalvou, ao dizer que intercorrências do Planalto podem por tudo a perder.

Internacional – As oportunidades de negócio em Portugal foram apresentadas em painel com Guimênia Nogueira, representante do Salão Imobiliário de Portugal; e com Carlos Marques, mestre em avaliação imobiliária.

Passo a passo da compra e venda naquele país, exigências do poder público, facilidades a investidores estrangeiros e principais cidades procuradas por brasileiros pautaram o painel.

Storytelling para negócios – Bruno Scartozzoni, especialista no assunto, mostrou como contar uma história pode ajudar no fechamento de negócios.

Fazendo um paralelo com a competição pela atenção em meio à profusão de informações disponíveis nas redes, o palestrante destacou que o storytelling é diferencial para conectar pessoas. “Mesmo com todo mundo reclamando que não tem tempo pra nada, ainda assim, as pessoas arrumam tempo para maratonar no Netflix”, afirmou. “Isso mostra como histórias têm poder de engajamento.”

Marketing digital – Rafael Rez, da Web Estratégica, falou sobre a relevância do Google nas pesquisas por produtos e serviços (concentra 86% das buscas) e de que forma aparecer bem posicionado no ranking do site.

Como estratégia, recomendou o marketing de conteúdo, como blogs e anúncios de imóveis com informações relevantes ao usuário, o que ajuda na construção de confiança com o cliente.

Conexões valem mais do que dinheiro – Falar com qualquer pessoa sobre qualquer assunto antes fechar qualquer negócio. Essa habilidade, segundo o palestrante Gabriel Ponzi, é saída para potencializar networking.

“Você pode estar a uma pessoa de distância de seu maior objetivo”, disse.

Encerramento – Márcio Ballas, humorista e ator, encerrou o evento falando sobre o poder da criatividade. “Essa, hoje, é uma das competências mais procuradas pelas empresas que anunciam vagas no Linkedin”, disse.

Isso porque a criatividade é uma ferramenta de solução de problemas, de acordo com ele. Essa visão foi referendada com uma série de situações pessoais vividas pelo próprio palestrante como membro do Doutores da Alegria – grupo de palhaços que atuava em hospitais.

Confira as fotos do evento em nosso Flickr.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas