Incorporação

Via Fácil Bombeiros: processo digital para projetos técnicos será obrigatório a partir de 2/5


Envio de plantas será aceito somente no formato eletrônico

O envio de plantas em formato eletrônico e o serviço de análise digital de projetos técnicos passarão a ser obrigatórios pelo Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo. Até o momento estes serviços do Via Fácil Bombeiros estão disponíveis, de forma facultativa, para todo o Estado de São Paulo. A partir de 2 de maio, os projetos para análise no formato eletrônico serão obrigatórios para todas as edificações e áreas de risco de até 10.000 m², exceto para edificações do grupo A, que não terão limite de área, sendo facultativo para os demais casos. Já em 2 de julho, a regra passará a valer para todos os casos, sem exceção.

Segundo a Corporação, as plantas deverão ser enviadas em formato eletrônico DWF, formato que não permite alteração, e a análise digital será feita pelo aplicativo gratuito da Autodesk, por meio do qual o Corpo de Bombeiros vai conseguir visualizar a planta. “Os novos recursos vão dar muita agilidade e baratear o processo. Os profissionais do interior do Estado não terão mais necessidade de dar entrada no projeto físico muitas vezes em regionais distantes de suas cidades. O resultado da análise será enviado pelo Via Fácil Bombeiros praticamente em tempo real a partir da conclusão do processo,” explica o capitão do Corpo de Bombeiros, Alexandre Hiroshi Hirata.

A recomendação do Secovi-SP é que os profissionais da área aproveitem o momento para se familiarizar com as ferramentas antes do início da vigência dos novos prazos.

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas