Institucional

Secovi-SP e Seecovi celebram Convenção Coletiva


O documento tem abrangência na capital paulista e nos municípios de Guarulhos, Barueri, Diadema e São Caetano do Sul
   A Convenção Coletiva rege as relações de trabalho entre as todas as
   empresas e todos os trabalhadores nas cidades citadas.

Secovi-SP (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de São Paulo) acaba de celebrar Convenção Coletiva de Trabalho com o Seecovi (Sindicato dos Empregados em Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo, Guarulhos, Barueri, Diadema e São Caetano do Sul).

No ano de 2018, em razão dos Sindicatos não alcançarem consenso para a celebração de Convenção Coletiva, não foi fixado reajuste salarial para os trabalhadores, ficando a critério dos empregadores a aplicação de reajuste relativo ao ano de 2018.
 
Retomadas as negociações em 2019 foram fixados os seguintes reajustes: salários acima do piso até R$ 5.700,00 terão reajuste de 5,07%; e salários acima de R$ 5.700,01 valor fixo de R$ 289,00 (duzentos e oitenta e nove reais), sendo que o percentual de reajuste deverá ser aplicado sobre os salários vigentes em 1º de maio de 2017, para vigência a partir de 1º de maio de 2019.
 
REPIS - A Convenção Coletiva 2019 renova e atualiza as cláusulas sociais à legislação trabalhista alterada pela Reforma Trabalhista e traz como novidade a a implantação do Regime Especial de Pisos Salariais (REPIS), um novo sistema de pisos salariais com base no princípio da prevalência do negociado sobre o legislado e no tratamento adequado às empresas conforme o seu porte, a fim de autorizar a prática de valores diferenciados na contratação de  novos empregados com pisos salariais estabelecidos em duas faixas. O REPIS estimula a geração de empregos, o aumento da produtividade e equilíbrio do custo de mão de obra, fomentando a atividade imobiliária.
 
Para as empresas não aderentes ao REPIS ­ Regime Especial de Pisos Salariais - a partir de 1º de maio de 2019, ficam estabelecidos, para a categoria profissional, os seguintes pisos salariais para admissão de empregados em jornadas de 44 (quarenta e quatro) horas semanais:
 
a) R$ 1.135,26 (um mil cento cento e trina e cinco reais e vinte e seis centavos) mensais para os empregados exercentes das funções de mensageiro e recepcionista, correspondendo ao valor horário de R$ 5,16 (cinco reais e dezesseis centavos);

b) R$ 1.381,46 (um mil trezentos e oitenta e um reais e quarenta e seis centavos) mensais para os demais empregados, correspondendo ao valor horário de R$ 6,27 (seis reais e vinte e sete centavos).
 
A Convenção Coletiva rege as relações de trabalho entre as todas as empresas e todos os trabalhadores nas cidades citadas e tem vigência a partir de 1º de maio de 2019, incluindo também novas regras para a contribuição assistencial/negocial das categorias beneficiadas pela negociação, atendendo a parâmetros fixados com a chancela do Poder Judiciário e do Ministério Público do Trabalho.

Confira a íntegra da Convenção Coletiva e saiba mais sobre o REPIS
  

Autor: Assessoria de Comunicação - Secovi-SP


  • Ampliar
  • Câmara de Mediação Secovi-SP
  • Certificação Digital
  • Geosecovi
  • Milenium
  • PQE - Programa Qualificação Essencial
  • Rede Imobiliária Secovi
  • Revista Secovi
  • Secovi Novos Empreendedores
  • Universidade Secovi-SP
  • Gentilezas Urbanas
  • Núcleo de Altos Temas